01/02/2021 às 14h30min - Atualizada em 01/02/2021 às 14h30min

Superintedência de Cultura está realizando cadastro de artistas, doceiras e entidades ligadas à cultura do município

Fonte: ASCOM

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio da Superintendência Municipal de Cultura, iniciou o trabalho para a efetivação do Cadastro Municipal Cultural 2021. Os artesãos, artistas, produtores, técnicos, doceiras e fotógrafos, além de representantes das cooperativas, espaços culturais, associações e dentre outras designações, devem comparecer na Rua Paraíba, nº 336, no centro de Morrinhos, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 ou das 13h às 17h, para o preenchimento de ficha de apresentação. Para mais informações falar com a superintendente Fabiana Aparecida de Oliveira Costa e Silva ou com as servidoras públicas do local – AparecidaJoana e Luciana. O telefone de contato, (64) 3417.2145, também está disponível.

Segundo a superintendente Fabiana, o objetivo é trabalhar na composição de banco de dados, visando o mapeamento de todos os segmentos artísticos e culturais do município de Morrinhos. Na oportunidade será informado a todos sobre a disponibilização do Espaço Arte da Terra para a exposição e a comercialização de artes confeccionadas pelos morrinhenses e o apoio na proposta de criação de uma associação. “O Cadastro Municipal Cultural 2021 tem por objetivo realizar o mapeamento e a identificação dos agentes, dos espaços culturais e das atividades que compõem a produção artística e cultural da cidade, constituindo importante instrumento para a elaboração, desenvolvimento e promoção de políticas culturais. Os profissionais cadastrados poderão obter futuramente, o auxílio financeiro disponibilizado pela Lei Federal de n° 14.017, conhecida como Lei Aldir Blanc, que visa ajudar profissionais da cultura que perderam renda em decorrência da pandemia do coronavírus”.

Fabiana reforça ainda que a primeira-dama Eneida Figueiredo quer aproximar os artistas e suas diversas técnicas profissionais com a Prefeitura de Morrinhos, a fim de criar um book da cultura morrinhense para auxiliar o município e o Estado de Goiás na composição de um sistema de informações e indicadores culturais. “Queremos acolher a todos e possibilitar a filiação do grupo na Cooperativa de Artesãos – Cartago. É uma oportunidade ofertada com muito carinho, de mãe para filho, através de uma gestão participativa. Essa é mais uma forma de pensar na elaboração, no desenvolvimento e na implantação de políticas públicas voltadas à cultura”, finaliza, contando com a presença de todos na sede da Superintendência.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...