15/04/2021 às 10h47min - Atualizada em 15/04/2021 às 13h57min

Inadimplência no varejo de moda recua 14% desde o início da pandemia

1ª edição do Índice Meu Crediário revela que 5,5% das parcelas do crediário estavam atrasadas em 90 dias no encerramento do mês de março, enquanto o volume de carnês vencidos era de 6,4% no mesmo período de 2020

SALA DA NOTÍCIA Raphael Bueno
http://meucrediario.com.br
Ranjatm/Pixabay

A fim de trazer uma panorama sobre o crediário do varejo de moda brasileiro, o Meu Crediário  - fintech especializada no setor - lança a 1ª edição do Índice Meu Crediário. De acordo com o levantamento, que será atualizado todos os meses, a inadimplência da modalidade recuou 14% desde o início da pandemia no Brasil. Coletado junto a cerca de 200 redes varejistas do país, os dados revelam que 5,5% das parcelas do crediário estavam atrasadas acima de 90 dias (período em que um cliente é considerado inadimplente), no encerramento do mês de março. No mesmo período de 2020, quando a pandemia foi declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o índice de carnês atrasados era de 6,37%.

O Índice Meu Crediário também constatou que a mediana de parcelas vencidas no varejo de moda apresentou uma queda de um ponto percentual neste ano, uma vez que no primeiro trimestre de 2020 ela girava em torno de 6,5%, enquanto no trimestre recém encerrado o índice médio ficou em 5,5%. O nível de confiança do levantamento é de 90%.

De acordo com Jeison Schneider, CEO do Meu Crediário, a queda da inadimplência nos últimos 12 meses está diretamente relacionada ao pagamento do Auxílio Emergencial, benefício que trouxe maior fôlego para a renda de diversos brasileiros. “Muitas pessoas aproveitaram para ir às compras, aumentando o consumo e gerando muita demanda no mercado. No varejo de moda, esse comportamento foi igualmente percebido, porém muitos consumidores também resolveram colocar as contas em dia. A partir de agora, com o valor do benefício mais baixo e o lockdown em diversos estados, existe uma apreensão entre os lojistas com relação ao futuro da inadimplência. Possivelmente, a curva tende a subir novamente”, revela.

Confira a média móvel de inadimplência no varejo de moda nos últimos meses:

 

Mês de referência

Mês de vencimento da parcela

Índice de inadimplência do volume total financiado

jan-20

ago-19

6,41%

fev-20

set-19

6,27%

mar-20

out-19

6,37%

abr-20

nov-19

6,34%

mai-20

dez-19

6,71%

jun-20

jan-20

7,35%

jul-20

fev-20

7,13%

ago-20

mar-20

9,43%

set-20

abr-20

9,10%

out-20

mai-20

8,59%

nov-20

jun-20

6,59%

dez-20

jul-20

4,93%

jan-21

ago-20

5,31%

fev-21

set-20

5,15%

mar-21

out-20

5,50%

 

Expectativas positivas

Proprietário de um sistema de gestão especializado no crediário próprio do comércio varejista, o Meu Crediário lançou a 1ª edição do levantamento com intuito de trazer um panorama completo sobre o desempenho da modalidade no varejo de moda brasileiro. Dentro do setor, o crediário hoje representa em média 40% do faturamento dos lojistas.

“O bom e velho carnê do crediário é uma fonte de receita considerável para inúmeras marcas. Essa redução do índice de inadimplência é um alento para todo o setor, que sofreu bastante logo quando a pandemia estourou. Felizmente, os lojistas tiveram um grande aprendizado neste período e pouco a pouco conseguiram diminuir os índices de inadimplência. Além de melhorar o relacionamento com os clientes ao disponibilizar novas opções de canais virtuais de comunicação, muitos empresários também decidiram investir em sistemas que mitigam o problema da inadimplência e dão maior assertividade no momento de conceder o crédito aos consumidores”, avalia Schneider.

Em 2020, o próprio Meu Crediário registrou crescimento de 80% em sua carteira de clientes. Neste ano, a fintech que mantém parceria com mais de 750 redes varejistas do país pretende fechar o ano com 1.300 marcas no portfólio - um avanço estimado de 73%.

Sobre o Meu Crediário

Lançado em 2016, o Meu Crediário oferece uma solução completa para a concessão de crédito em lojas de diversos segmentos varejistas como calçados, vestuários, óticas, etc. Para isso, a empresa dispõe de um poderoso sistema de análise de crédito, que conta também com a automatização de cobranças e a negativação de devedores. O objetivo é facilitar a gestão, reduzir o risco e aumentar a rentabilidade dos lojistas no crediário próprio. Mais informações em http://meucrediario.com.br.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...